Voto popular não quer dizer voto certo

Foto: Divulgação/TSE
Foto: Divulgação/TSE

O grande exemplo de que voto popular é emocional e nem sempre é certo é o voto que foi dado a favor do ladrão Barrabás contra Cristo.

Quando o povo foi chamado a votar aos berros acabou sendo levado a erro por emoção e acabou libertando Barrabás da cruz e crucificando Cristo por algo que Cristo jamais cometeu.

E a atitude de Poncio Pilatos me lembra a atitude dos generais de hoje das Forças Armadas que ficam apenas dizendo que isto é democracia.

A obrigação constitucional das Forças Armadas é restaurar a democracia e não permitir o comunismo reinante no Brasil pela política atual de desconstrução da democracia, da família e da segurança.

Tudo igual aconteceu em 1917 na Rússia pra que no momento certo os comunistas criem o Brasil Democrático Comunista.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta