Vice de futebol do Inter banca Coudet após nova derrota no Gre-Nal

Foto: Reprodução

A sequência de derrotas em Gre-Nais e a queda de produção incomodam o Inter. Mas Eduardo Coudet segue com prestígio com a diretoria. O argentino será mantido no cargo mesmo após o quinto clássico sem vencer no ano, em um total de 10 desde 2018.

O dia seguinte à derrota por 1 a 0 para o Grêmio pela Libertadores foi de explicações no Beira-Rio. O vice de futebol Alessandro Barcellos convocou entrevista coletiva e bancou a permanência do treinador.

– O Coudet é um grande treinador. Tem toda a confiança da direção. Já demonstrou isso. Há poucos dias, a gente estava liderando o Brasileiro. E todas as avaliações eram positivas. É um processo de mudança na forma de jogar. Não falo sobre hipótese (de saída). Ela sequer existe. O foco é o trabalho no departamento de futebol – afirmou o dirigente.

A liderança do Grupo E da Libertadores e a vice-liderança no Brasileirão são parâmetro para a retomada. O diagnóstico da diretoria aponta para uma tentativa de voltar a apresentar o futebol agressivo de outros momentos para afastar a oscilação recente.

– Nosso diagnóstico é de que precisamos retomar o que já demonstramos com este grupo e comissão técnica. Uma postura de marcação alta, combatividade, posse de bola. Isso infelizmente não conseguimos apresentar. Avaliamos o processo e precisamos melhorar. Tivemos maior posse de bola e chutamos mais a gol, mas a efetividade ficou do lado de lá. É isso que precisamos trabalhar. Quando falo em retomar, é voltar o trabalho que já foi feito – ressaltou o dirigente.

Nesta sexta-feira, será a vez do presidente Marcelo Medeiros conceder entrevista coletiva, ainda pela manhã. Barcellos nega que tenha qualquer atrito com o mandatário, mesmo após as primeiras articulações políticas em um ano eleitoral.

Deixe uma resposta