Vacina chinesa tem efeito mais fraco em idosos

O laboratório chinês Sinovac Biotech afirmou que a CoronaVac, vacina desenvolvida em parceria com o Instituto Butantã, apresentou efeitos mais fracos em idosos, público tido como a principal prioridade de especialistas.

O antídoto não causou efeitos colaterais graves durante os testes das fases 1 e 2 envolvendo 421 participantes idosos. Dos três grupos que tomaram duas doses da vacina, com baixa, média e  alta dose de CoronaVac, cerca de 90% apresentaram alta nos níveis de anticorpos, porém os índices foram ligeiramente menores em indivíduos mais velhos.

A vacina foi testada apenas na Indonésia e no Brasil.

 

Deixe uma resposta