TV Record pode se autodestruir

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O projeto da TV Record de terceirizar a área de entretenimento e grande parte de jornalismo é um ato de autodestruição involuntária.

No objetivo de economia, cometem ato errado de administração.

Vamos combinar que acabar agora com a novela Dez Mandamentos e colocar no lugar Escrava Mãe deve ser comemorado pela TV Globo que vai pegar de volta o Ibope que perdeu pra novela atual.

Os Dez Mandamentos tem condições de se manter no ar por mais um ano e assegurar bom Ibope pra emissora.

Mas vão acabar com isto e acreditam que a nova novela vai manter o Ibope.

Terceirizar o entretenimento pra uma produtora de nome Casablanca é desconsiderar que a Casablanca é a mais cara produtora do Brasil e que se ela apresentou determinado preço é porque dá pra fazer bem mais barato em casa mesmo.

Mas isto sabe quem é do ramo e parece que a TV Record carece de gente assim.

Terceirizar jornalismo é um ato que se pode considerar insano.

A TV Record acabou de ganhar os dois prêmios mais importantes do jornalismo brasileiro, Esso e Wladimir Herzog, com o programa Repórter Record investigação, que é um programa feito dentro de casa com equipamento da casa e pessoal da casa.

Vamos contar uma coisa que infelizmente o comando da TV Record que decidiu terceirizar tudo não tem a menor ideia.

Televisão igual toda arte lida com egos.

E toda grande marca lida com autoestima de quem trabalha na empresa de grande marca.

E a TV Record é uma empresa de grande marca.

Os trabalhadores de uma empresa de grande marca tem orgulho de trabalhar na empresa e com isto produzem muito mais.

Existe uma segurança profissional que dá tranquilidade familiar e com isto a pessoa trabalha sem se preocupar com o futuro.

Esta mesma pessoa trabalhando numa produtora independente, onde vai trabalhar apenas durante pouco determinado tempo faz com que a pessoa trabalhe pensando no que será seu futuro e seu próximo emprego.

Todas as pessoas que trabalham em  produtoras independentes é porque não conseguiram emprego numa emissora.

Se o comando da TV Record entendesse isto, e não entende jamais pensaria em terceirizar tanto entretenimento ou jornalismo da emissora.

Deixe uma resposta