Tucanos entram com ação errada contra o TSE

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O partido PSDB entrou com Ação pedindo auditoria na eleição dentro do TSE.

É uma atitude errada e explico o motivo.

Todas as representações feitas até agora na história das urnas eletrônicas foram desconsideradas pelos tribunais eleitorais, quer sejam regionais ou até o TSE que é o superior de todos.

Esta representação do PSDB [e uma perda de tempo porque nenhum partido tem autoridade que ameace o tribunal.

A única autoridade constitucional é o Senado.

O Senado pode cassar qualquer ministro do TSE.

Se o Senado decidir que o ministro do TSE ultrapassou o limite e merece ser demitido, o Senado é a autoridade para tal.

Deveria haver a convocação constitucional do Senado para que o presidente do TSE comparecesse para depor no Senado, coisa que o presidente do TSE não pode fugir.

E neste depoimento ser questionado mostrando todas as fases de possíveis fraudes das urnas, fatos registrados nas delegacias e outras coisas mais.

Deveria também ser questionado ao presidente do TSE o fato de que o fabricante das urnas eletrônicas ser processado nos Estados Unidos por fraude e ter pago uma multa de muitos milhões de dólares pelo ato considerado criminoso pela Justiça dos Estados Unidos e estas urnas desta empresa estarem sendo usadas no Brasil sem poder de comprovação de voto.

O Senado pode e é o único para isto, que pode cassar o presidente do TSE constitucionalmente.

O Senado é o cenário certo para tal ato e não uma representação de um partido que sequer vai ser considerada.

Vão me dizer que fizeram isto de propósito para que o fato exista da desconsideração e que depois tomariam outras providências.

Mas isto se chama perder tempo num momento em que missões comunistas de Cuba e da Venezuela estão no Brasil atuando no ensino de guerrilha e revolução aos brasileiros que estão sendo preparados pelos comandos comunistas contra o Brasil livre.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta