Sobre os lutadores afastados do UFC

wanderley silva

O UFC, uma das maiores organizações de MMA atualmente, possui um “código de conduta” bastante rígido e os atletas que o desrespeitam sofrem punições bastante severas. 

No caso mais recente o até então campeão dos pesos meio-pesados Jon “The Bones” Jones foi suspenso por tempo indeterminado e perdeu seu cinturão após se envolver em um acidente de trânsito onde uma mulher grávida se feriu. O problema é que o lutador fugiu a pé do local e no carro alugado que dirigia foi encontrada maconha. 

Porém Jones não foi o primeiro e provavelmente não será o último a ser punido por má conduta dentro da organização.  

O mineiro Rousimar “Toquinho” Palhares, após vencer Mike Pierce aos 31 segundos no UFC Fight Night: Maia vs. Shields, foi expulso do UFC por não ter soltado a perna do oponente após o mesmo ter “batido”, indicando desistência. O problema é que fatos como esse estavam sendo frequentes nas lutas do brasileiro.  

Outro atleta que se envolveu em sérios problemas que o levaram a ser expulso do UFC é Thiago Silva. O lutador, após ameaçar sua esposa e o treinador de jiu-jitsu dela de morte, foi preso pela SWAT e permaneceu encarcerado por um bom tempo, até o julgamento. Mas Silva sempre teve uma vida profissional problemática dentro do UFC, já tendo sido suspenso duas vezes, uma por ter adulterado a urina que seria usada para o exame antidoping e outra por uso de maconha.  

Mas eles não foram os primeiros brasileiros a serem banidos do evento. Em 2007 o lutador Renato “Babalu” Sobral apertou por mais tempo do que o necessário o triângulo de mão aplicado em David Heath e foi automaticamente cortado do evento, para nunca mais voltar. 

 O brasileiro que mais recentemente deixou o UFC pela porta dos fundos (literalmente) foi Wanderlei Silva que fugiu de sua academia em Las Vegas pela porta dos fundos quando um funcionário da comissão atlética que regula a organização foi até lá para fazer um teste surpresa. Mesmo alegando ter feito isso por estar tomando um diurético que o acusaria de doping, a atitude culminou em sua demissão. 

Existem vários outros lutadores que foram expulsos do UFC, felizmente mais nenhum brasileiro, e a lista é bem grande, mas ainda há quem diga que nos eventos de MMA não há regras. 

Você conhece algum caso, no futebol por exemplo, em que o atleta tenha sido expulso do esporte por estar bêbado, drogado ou algo do tipo? 

 @oscarmendesf

Mande e-mail para o colunista: oscarmendes@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta