Se preparando para o Mundial; Técnico do Orlândia lamenta pouco tempo de adaptação ao fuso cazaque

10359330_742715439123311_2661872086645979032_n
(Foto: Marcio Damião/ ADC Intelli)

O técnico Cidão, do Orlândia, lamentou o pouco tempo de descanso que os jogadores do Orlândia terão antes da disputa da Super Copa do Mundo de futsal, que começa na quinta-feira, no Cazaquistão

Além do tempo da viagem, de quase 23h, outro problema que a delegação irá enfrentar é a diferença de fuso-horário, já que o Cazaquistão tem nove horas a mais em relação ao horário de Brasília.

– Vamos sentir? Vamos. Eu viajo para o Japão, que tem diferença de três horas em relação a Almaty e eu fico três dias para me adaptar, então é obvio que vamos sentir, mas não temos tempo para fazer de outra forma – disse o técnico Cidão.

Orlândia estreia na Super Copa do Mundo de futsal, na quinta-feira, às 9h, horário de Brasília, diante do Dínamo Moscou, em Almaty, no Cazaquistão.

Deixe uma resposta