Santo André corre risco de perder metade do time e ficará sem estádio quando o Paulistão voltar; entenda

Foto: Divulgação

A prefeitura de Santo André está adaptando o estádio municipal Bruno José Daniel para transformá-lo em hospital provisório a partir de 25 de abril. É mais um agravante para o clube, líder do Campeonato Paulista no momento da paralisação dos jogos.

O Santo André não terá estádio para jogar e também terá problemas para manter seu time. Segundo o jornalista Paulo Vinicius Coelho, até o dia 15 de abril, só quatro jogadores do elenco terão contrato mantido: o volante Dudu Vieira, o meia Guilherme Garré, o zagueiro Héliton e o goleiro Luiz.

O clube entende que poderia iniciar conversas para renovações de contratos, mas não tem base de por quanto tempo esses novos acordos podem acontecer.

Por isso, o Santo André foi um dos quatro clubes que foram contra a paralisação devido ao coronavírus.

A CBF segue com a intenção de finalizar todos os torneios paralisados e só então começar o Brasileirão, que terá 38 rodadas, por decisão dos clubes. A Federação Paulista também quer concluir seu campeonato, para definir campeão, rebaixados e classificados para a Copa do Brasil.

Deixe uma resposta