Saiba por que o Google Chrome come a memória RAM DO PC

11328790_10204467400305446_1133847712_n

Por que o Chrome devora tanta memória RAM do meu PC? Mas será que você sabe quais são os motivos para o Chrome consumir indiscriminadamente tanta RAM?

A maior parte das pessoas simplesmente acha que o browser foi mal feito pela Google e, por isso, ele começa a deixar seus PCs lentos. Como o pessoal do LifeHacker explicou neste artigo, isso não é uma verdade absoluta. Certamente a Google poderia se dar ao trabalho de melhorar o uso de RAM pelo Chrome, mas há uma razão bastante plausível para ele ser tão feroz assim.

Basicamente, a sua memória RAM é sacrificada em nome da conveniência ou praticidade. O browser tem um método de trabalhar no sistema operacional “em compartimentos”. Ele divide cada plugin, cada extensão, cada aba e alguns outros recursos em processos separados no Windows,OS X ou Linux. Dessa forma, quando alguma coisa trava, como o Flash Player, o navegador inteiro não fica inutilizado, e você não perde tudo o que estava vendo.

google_chrome-1024x576

Esse sistema é basicamente o culpado pelo alto consumo de RAM, que muitas vezes acaba duplicando alguns recursos na memória do PC para conseguir separar tudo em vários processos. Fora isso, há ainda alguns sites e apps online que você acessa que não saem da sua RAM assim que você fecha as guias correspondentes. Eles podem ficar ali na espreita, aguardando você acessar novamente o mesmo endereço para estarem prontos para mais um “round”. Isso também pode ser um grande problema para quem tem pouca RAM no PC.

O grande “porém” aqui é que o fato de o Chrome consumir bastante memória não é um problema em si. O problema aparece quando esse consumo não é compatível com as capacidades do seu sistema (quantidade de RAM disponível). Nesses momentos, o seu computador começa a ficar lento porque ele precisa escolher quais processos remover da memória para conseguir abrir outros processos que o usuário está requisitando.

Para navegar na web precisa mesmo de tanta memória?

Há alguns anos, essa pergunta poderia ter sido respondida com um categórico “não”. Hoje, entretanto, a situação é bastante diferente. É inegável que passamos a maior parte do nosso tempo no PC navegando na web, já que tudo que mais precisamos está lá. Você pode assistir a vídeos, se comunicar com amigos, mandar emails, usar redes sociais cheias de vídeos tocando automaticamente (Facebook?) e por aí vai. Em resumo, a web de hoje requer sim bastante memória RAM.

A maior prova disso é a forma como os Chromebooks da Google conseguem lidar tão bem com a web. A empresa conseguiu colocar apenas o seu navegador para rodar em dispositivos com boa capacidade de processamento e um mínimo RAM. Nesse ambiente, o Chrome não precisa ficar disputando espaço na memória da máquina com outros aplicativos e processos pesados, como acontece em outras plataformas. Dessa forma, ele funciona incrivelmente bem.

Algumas sugestões: 

Há várias formas de diminuir o consumo de memória do Chrome, e você já deve ter ouvido falar de algumas delas. Se você está tendo problemas de travamentos ou lentidão no seu PC ao navegar na web, é possível realizar algumas ações simples e tornar o Chrome menos pesado.

Para saber o que fazer, você deve primeiro abrir o gerenciador de processos do próprio navegador. TecleShif + Esc e confira a janelinha que aparece na sua tela. Se você clicar em “Memória”, no topo dela, os processos serão organizados por consumo individual de memória em ordem crescente ou decrescente. Identifique coisas inúteis que estão apenas entulhando o Chrome e comece a eliminá-las.

22123205809497

 

É possível encerrar alguns processos, mas, se eles forem extensões, você terá que desativá-las ou desinstalá-las. Caso contrário, o navegador vai iniciar esses elementos novamente logo em seguida.

Se você não quer desinstalar suas extensões que usa pouco, é possível mantê-las ativas apenas quando forem necessárias. O SimpleExtManager pode ajudar nesse processo. Ele é uma extensão feita para gerenciar outras extensões e tornar a ativação/desativação mais prática. Claro que tentar resolver o problema das extensões com outra extensão é meio contraditório, mas você pode ganhar alguns MBs de RAM com isso.

Outra solução semelhante é o Great Suspender. Trata-se de uma extensão que torna o Chrome mais eficiente. Ela suspende todas as guias que você não está usando e as elimina da sua memória RAM. Para quem abre muitas abas, essa é uma boa saída.

Chega de plugins

Há ainda a possibilidade de deixar seus plugins em “espera” para tornar o navegador mais eficiente. Você precisa acessar as “Configurações de Conteúdo” do Chrome e marcar a opção “Deixe-me escolher quando…” na seção “Plug-ins”. Se você não sabe como chegar às configurações de conteúdo, simplesmente digite chrome://settings/content na barra de endereços. Com isso, os plugins do navegador só serão executados quando você quiser ou clicar sobre elementos que requerem esses elementos.

22123720011514

 

 

Há ainda vários outros procedimentos que você pode realizar no PC para deixar a navegação web mais agradável no Chrome sem ter que se desfazer do navegador da Google. Dê uma conferida neste link.

Por fim, se nada disso funcionar para você, a única solução é comprar mais memória RAM para seu dispositivo ou encontrar uma solução de navegação na web mais econômica. O Opera e o Firefox podem ser alternativas interessantes, mas há perda de desempenho e de praticidade em relação ao Chrome.

Agências/LifeHacker/Whitson Gordon

Imagens: Lifehacker

 

Amanda Souza/@Amandhabenign

“Coluna de Tecnologia”, todos os sábados às 20 horas, no BDI

Manda um e-mail para Amanda: amandasouza@bastidoresdainformação.com.br