Rússia aprova lei polêmica que proíbe travestis de dirigirem

(Foto: Reprodução/Internet)
(Foto: Reprodução/Internet)

Uma lei que proíbe travestis, sadomasoquistas e cleptomaníacos de dirigir vem causando polêmica na Rússia. O país vem sofrendo com uma onda de críticas por defensores dos direitos homossexuais.

Segundo a lei, pessoas com “problemas mentais e de comportamento”, entre os quais “identidade de gênero e preferências sexuais” não estão autorizadas a pilotarem qualquer automóvel no país. A lista geral proíbe travestis e transexuais, assim como fetichistas, pedófilos, exibicionistas, praticantes de voyeurismo e sadomasoquistas.

A lei foi logo criticada. Elena Masiouk, integrante do Conselho de Direitos Humanos diante do Kremlin, publicou em seu blog: “Não entendo o motivo pelo qual fetichistas, assim como cleptomaníacos e transexuais, não podem dirigir. É uma violação aos direitos dos cidadãos russos”, contestou.

Na Rússia, a homossexualidade foi considerada crime até 1993 e uma enfermidade mental até 1999.

 

Deixe uma resposta