Ronaldinho e seu irmão vão cumprir prisão domiciliar no Paraguai

Foto: Divulgação

Ronaldinho Gaúcho deixará a cadeia junto com o irmão Assis após 32 dias. Os dois ficarão em um hotel na capital paraguaia, enquanto o caso não é resolvido. O ex-jogador foi preso no dia 6 de março acusado de entrar no país com documentos falsos.

A Justiça já havia negado três pedidos de liberdade da defesa. Nesta terça-feira (7), porém, o juiz Gustavo Amarilla autorizou a troca da prisão na penitenciária pela prisão domiciliar mediante o pagamento de fiança, no valor de 1,6 milhão de dólares (R$ 8,3 milhões).

– O valor da fiança foi importante. Antes haviam apresentado como garantia uma casa que não estava nem no nomes dos dois, agora a defesa abriu uma conta corrente no nome deles e fez o depósito dos valores – disse o promotor Osmar Legal.

Deixe uma resposta