Roberto de Andrade afirma que jogadores vendidos pediram para sair

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na última janela de transferências da Europa, o Corinthians sofreu outro desmanche. Questionado pelas vendas, o presidente Roberto de Andrade afirmou que os próprios atletas pediram para sair.

“Na minha visão, éramos o clube do país com a maior quantidade de atletas de alto nível, então isso chamou a atenção. O Corinthians nunca colocou ninguém à venda. Todas as decisões para que os jogadores saíssem foram única e exclusivamente dos atletas. Não foi por nenhum ajuste salarial”, contou o dirigente.

O Timão vendeu recentemente Elias e André para o Sporting, Bruno Henrique para o Palermo, Luciano para o Leganés (ESP) e Pato para o Villarreal. Dos cinco, apenas Pato não pode ser considerado uma baixa para o time, já que não atuava.

Depois de tantos desfalques, um dos questionamentos da torcida é a falta de peças de reposição no mesmo nível dos que foram embora.

“Não posso gastar mais do que ganho. Desde o ano passado, enquadramos todas as despesas dentro da nossa receita. Estamos muito melhores, mas ainda lutamos com dificuldades. A crise no país afeta todos os segmentos, inclusive o futebol. Trazemos menos receitas e elas não evoluem na velocidade que eu gostaria. A única coisa que controlo são as despesas. Se eu não as diminuir, não consigo sobreviver”, explicou o presidente.

Deixe uma resposta