Renato Gaúcho exalta empenho do Grêmio na vitória diante do São Paulo na semi da Copa do Brasil

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

A vitória por 1 a 0 do Grêmio sobre o São Paulo na noite desta quarta-feira ocorreu pelo lado estratégico de Renato Portaluppi. Ao prever um duelo equilibrado, o técnico priorizou encorpar o meio-campo e batalhar para sair com uma vantagem no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil.

Renato conhecia o repertório do São Paulo e apostava em um duelo complicado. O Grêmio só sairia com o resultado positivo se lutasse tanto quanto ou mais que o adversário paulista.

– Sabíamos que seria difícil, como foi. Diniz faz um excelente trabalho. O São Paulo é líder e não à toa. Mas precisávamos competir. A mentalidade foi outra. O grupo se comportou bem. O que pedi na parte tática foi efetuado. Qualquer vantagem, não importa o tamanho, é bem-vinda – afirmou Renato.

A questão tática teve relação na escalação. Renato surpreendeu ao escalar Thaciano em vez de Ferreira na ponta direita. Segundo o técnico, foi uma questão de estratégia.

– Uma estratégia minha. Estudamos bem o São Paulo, que joga com quatro, cinco no meio de campo. Sou pago para pensar. A estratégia foi colocar o Thaciano ali. Ele nos ajuda bastante. O São Paulo não teve superioridade. Nos ajudou bastante, combateu. Ninguém conhece melhor os jogadores que o treinador. Foi a estratégia que deu certo – destacou.

Com o resultado, o Grêmio pode até empatar o segundo jogo que estará na final da Copa do Brasil. Caso o São Paulo vença por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis. A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira, às 21h30, no Morumbi.

Deixe uma resposta