Record joga fora chance de ter bom progra a jornalístico

Foto: Divulgação Record
Foto: Divulgação Record

Absurdo e inaceitável são duas palavras leves e suaves pra se falar do programa Repórter Record de segunda-feira.

Erraram no tema, na produção, na edição e na direção do programa.

Aliás o que não houve foi boa escolha de tema, produção com passagens desinteressantes, edição primária e direção inexistente.

Uma colcha de retalhos seria mais útil no frio desta semana.

Lamentável uma área de jornalismo de tão grande porte produzir algo tão primário.

O cenário beira o insólito.

Jogaram dinheiro fora com peças de cenário que nada tem a ver com o programa.

Até uma máquina de escrever, que nem antiga é, jogaram numa mesa do cenário, numa ofensa à inteligência do consumidor do programa.

Vamos ser objetivos.

Trouxeram sob contrato pra TV Record um dos maiores jornalistas do Brasil que é Domingos Meirelles, com um histórico de grandes reportagens em sua carreira, pra colocar Domingos sentado num cenário horroroso pra não falar absolutamente nada.

É igual o leitor comprar um cavalo de corrida de colocar o cavalo de corrida no meio do pântano.

O cavalo de corrida precisa de pista de corrida pra correr.

No pântano ele vai ficar parado.

O texto colocado pra que Domingos Meirelles fale é totalmente desnecessário.

Se o apresentador não estivesse no programa, não faria diferença.

Imagine se o caro leitor fosse dono de um time de futebol e contratasse o Messi pra seu time e ao invés de colocar Messi pra fazer gols, colocasse Messi na defesa de seu time.

Messi é pra fazer gols porque na defesa ele é desnecessário.

Domingos Meirelles é pra ser o grande repórter que é pela sua história de realizações.

Pra ler teleprompter qualquer outro serviria.

Amanhã, com baixo ibope, não vão dizer que o diretor e o editor não souberam fazer o programa.

Vão dizer que o Domingos não deu bom ibope.

Nem pode dar com um grupo tão mal dirigido e cada um jogando pra lados diferentes.

Onde está o vice de jornalismo da TV Record, responsável por um programa tão bom quanto o Domingo Espetacular?

Já não basta jogar o Repórter Record depois de uma novela sem ibope e ainda por cima descaracterizar o programa?

Inaceitável atitude de um grande e competente grupo de jornalismo que é o da TV Record, errar tão grosseiramente em algo tão simples de ser feito.

Uma equipe que produz Jornal da Record, Domingo Espetacular e o jornalismo da manhã que até bate a TV Globo, jamais poderia fazer esta bobagem que está fazendo com o Repórter Record.

O maneira de fazer isto é primária.

O cenário do programa tem que ser de luz e sombras, com apenas uma poltrona e o apresentador em cena, contando uma história pra dona de casa, ao estilo Hitchcock.

E este mesmo apresentador tem que estar no campo de guerra mostrando a guerra e no campo de guerra conversando e mostrando tudo pra dona de casa.

E um jornalista do porte de Domingos Meirelles, com histórico que ele tem, precisa contar pra dona de casa uma história que o próprio Hitchcock pararia pra ver e aplaudir.

Um jornalista do porte de Domingos Meirelles, com uma equipe do porte da equipe da TV Record, jamais poderia aceitar que fosse ao ar o que foi ontem à noite.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

 

Deixe uma resposta