RBR diz que só irá permanecer na F-1, caso tenha motor competitivo em 2016

gettyimages-488893308_1
(Foto:Reprodução)

Não é de hoje que a RBR faz ameaças de deixar a Fórmula 1. No entanto, diante do cenário do momento, esta opção começa a se tornar cada vez mais possível. Tetracampeã de Pilotos e de Construtores entre 2010 e 2013, a equipe austríaca, insatisfeita com o rendimento dos motores Renault, pediu para encerrar seu vínculo com a montadora francesa ao fim desta temporada.

Sem fornecedor para 2016, o time levou um “não” da Mercedes e agora espera um “sim” da Ferrari para continuar na categoria. Mas há um porém.  Em entrevista ao site oficial da categoria, o consultor Helmut Marko reforça que se a companhia de energéticos, que comanda também a STR, não tiver um motor competitivo o suficiente para disputar vitórias e títulos, prefere deixar a F-1.  

 

Deixe uma resposta