Quem é o pai do Real?

tres poderes 3

O real completou 21 anos e muita coisa aconteceu. A economia se estabilizou, a dívida do FMI chegou a ser paga, preços de produtos pararam de subir três vezes por dia e passamos, na época, por uma tremenda crise mundial em 2012. Tudo isso se dar pela estabilidade da moeda brasileira, o Real. Apesar da crise que estamos passando, nada se compara ao que passamos no passado. 

Mas quem foi o verdadeiro pai do Real? Não, não é o ex- presidente Fernando Henrique Cardoso e sim o ex- ministro Rubens Ricupero.  

Apesar de o presidente Itamar Franco, morto em 2011, vivia falando para os quatro ventos que ele não é o idealizador da moeda brasileira a mídia insiste em nomear FHC como tal.  

Em entrevista, ao jornalista Geneton Moraes Netto, o ex- presidente mineiro Itamar Franco disse ter uma grande chateação quanto ao ex- presidente e sociólogo FHC por tomar posse e querer ser o pai do Real.  

A moeda brasileira começou a ser planejado já no início do mandato de Itamar Franco, logo após a renúncia do presidente Fernando Collor de Melo. “Inicialmente os ministros Paulo Haddad e Gustavo Krause participaram, logo depois o ministro Eliseu Resende, fortaleceu com o FHC e consolidou com o ministro Rubens Ricupero, ele é o grande sacerdote do Plano Real, mais do que FHC”, afirmou Franco em entrevista.  

O maior erro foi deixar FHC assinar a cédula como ministro da Fazenda, sendo constitucionalmente errado. Pois o sociólogo tinha deixado o ministério em março de 1994 e o Plano Real foi lançado em julho do mesmo ano, declara Franco. 

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 Mas quem é Rubens Ricupero no cenário político brasileiro? 

Jurista paulista, nascido em 1 de março de 1937, foi diplomata brasileiro sendo economista. Assessor internacional de Tancredo de Almeida Neves, presidente eleito pelo voto indireto em 1985, assessor especial do presidente José Sarney e ministro de economia do governo Itamar Franco no lançamento do Plano Real. 

Ricupero foi então nomeado embaixador do Brasil na Itália e posteriormente eleito secretário geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento,  UNCTAD, da Organização das Nações Unidas, aposentou- se como diplomata em setembro de 2004. Foi diretor da Faculdade de Economia da Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP). 

Rubens Ricupero foi um dos principais, ou como disse o ex- presidente mineiro Franco, o grande sacerdote da moeda brasileira atual. Em 1 de setembro de 1994, dois meses de lançar o Plano Real, o ministro é pego pela transmissão da parabólica, nos estúdios da Globo, falando informalmente com o jornalista Carlos Monforte, antes de entrar ao vivo. Armação? Talvez não.  O mais irônico é que os dois são cunhados, irmã do jornalista é casada com o ministro. No dia 6 de setembro, Ricupero acha melhor renunciar seu cargo para não atrapalhar o desenvolvimento da moeda, assume então Ciro Gomes como economista, governador do Ceará. Também de tremenda importância para o Plano. 

 

Três Poderes, toda quinta-feira, às 13h, no BDI.

Mande seu e-mail para a colunista : anamarcia@bastidoresdainformacao.com.br

 

Deixe uma resposta