Quando desocupados ocupam a cidade

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A cidade de São Paulo hoje viu vários grupelhos de desocupados formados em grupos de 100 parando desde grandes vias até rodovias.

Isto é uma vergonha pra qualquer partido, desde o PT, no governo federal e municipal, até o PSDB no estadual.

Uma cidade de trabalhadores tem o direito de trabalhar e seus trabalhadores tem o direito de exercer seus trabalhos.

Já não basta que nesta semana os drogados da cracolândia (que não escrevo com C maiúsculo porque não aceito que minha cidade tenha um bairro imoral com este nome) tenham determinado suas próprias ações contra a determinação do prefeito que queria isolar este grupo de drogado num canto da cidade.

Pela primeira vez o prefeito do PT estava fazendo algo competente que é isolar os drogados pra que os trabalhadores possam andar pela cidade sem serem agredidos.

Mas os drogados tiveram palavra mais forte que o prefeito.

Alguma coisa está errada nisto tudo.

Se a droga é ilegal, é inadmissível que governo federal, estadual e municipal, se verguem aos desejos dos drogados.

Se a cidade não tem mais segurança, chame-se o Exército.

Não , não chamem o Exército não.

Este Exército que aí está, sob o comando de quem está, nada faz pela ordem e Constituição do Brasil e dos trabalhadores de bem.

Quando o Estado, quer seja federal, estadual ou municipal, precisa fazer acordo com drogados ou baderneiros que impedem o trabalho e o Exército não aparece pra desempenhar suas funções constitucionais, o Brasil passa a deixar de ser um país pra ser um território de guerra.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta