Projeto de reforma migratória é apresentado por Obama

Barack Obama (Foto: Divulgação)
Barack Obama (Foto: Divulgação)

O tão esperado projeto de reforma migratória foi apresentado pelo presidente americano Barack Obama na sexta-feira (21). Em um discurso na Casa Branca, Obama afirmou que o conjunto de medidas poderá regularizar a situação de cerca de 5 milhões de imigrantes que estão nos Estados Unidos de forma ilegal.

Obama fez questão de lembrar que os norte-americanos também já foram estrangeiros, por conta dos pioneiros que construíram o país. “Meus companheiros americanos, nós somos e sempre seremos uma nação de imigrantes. Nós também já fomos forasteiros”, disse.

Segundo o comunicado, as condições para pedir a permissão são: estar presente em território americano há pelo menos cinco anos; ter um filho com cidadania americana ou residência permanente (‘green card’), nascido antes de 20 de novembro de 2014, sem importar a idade. Para os jovens: estar presentes em território americano desde 1º de janeiro de 2010, ter chegado aos Estados Unidos antes dos 16 anos, ter completado ao menos o ensino médio e não apresentar antecedentes criminais.

Oposição é contra

No entanto, a ação, tomada por decreto e sem consulta ao Congresso, gerou reações de líderes do Partido Republicano, que terá maioria no Legislativo a partir do próximo ano. A oposição considera a proposta ilegal.

Deixe uma resposta