“Profissionalmente ainda me sinto muito julgada”, revela Wanessa Camargo no Programa Raul Gil deste sábado

(Crédito: Rodrigo Belentani/SBT)

No programa deste sábado, 08 de julho, Raul Gil recebe Wanessa Camargo no quadro “Elas Querem Saber”, que responde questões feitas por Val Marchiori, Thammy Miranda, Ciça Camargo e Lola Melnick. A cantora revela como é sua relação com os filhos e marido e como equilibra a família com a rotina de shows. Explica o porquê resolveu voltar com o sobrenome Camargo e conta uma história engraçada de quando seu filho percebeu o efeito da toxina botulínica em seu rosto.
Confira algumas frases do quadro:
“Ainda tenho que amadurecer muito na minha vida”
“Profissionalmente ainda me sinto muito julgada”
“Tenho maior privilégio de ter em casa um rei, um cara que é ícone no mercado dele – no sertanejo – e que eu posso usufruir de conselho. Tive muitos caminhos facilitados dentro desse processo desde quando comecei minha carreira. A gente nasce com uma visibilidade sem a gente querer” (sobre o pai Zezé)
“Eu gosto de magreza” (sobre seu corpo)
“O Botox é super verdade” (quando perguntada se já fez procedimento com toxina botulínica)
“O Joãozinho gosta de dançar. O José é o dia inteiro cantando, hoje peguei ele fazendo falsete” (sobre os filhos)
“Peço que meu filho não faça metade do que eu fiz com a minha mãe” (sobre ter aprontado quando criança e adolescente)
“Ele tem um gênio igualzinho meu. Eu tô aprendendo a lidar comigo para lidar com ele” (sobre o filho José Marcos)
“Apoiaria. Eu quero que meus pais sejam felizes. Eu não tenho que meter o bedelho na relação deles, eu só meto meu bedelho quando alguma coisa de errado está acontecendo ou quando vejo que alguma coisa pode machucar eles” (sobre a relação com os pais)
“Era muito mais a fofoca da mídia. Com o tempo se provou que nada disso era verdade. A gente tem se falado bastante depois que a gente teve filho. Ela é batalhadora uma pessoa do bem”. (sobre a cantora Sandy)
“Na escola com o que eu mais me preocupo é com esse tal de bullying. Quero que meu filho não sofra bullying, mas também não faça bullying” (sobre a preocupação com filhos)
“Eu vivi uma época da minha vida que eu era tratada de uma forma diferente por ter menos, por ter menos coisas materiais e dentro da minha casa eu era muito feliz” (sobre o passado)
“Sonho em fazer um musical, fazer show no Brasil inteiro, quem sabe fazer uma carreira latino-americana” (o que ainda pretende realizar).

Deixe uma resposta