Por que “It – A Coisa” se tornou um fenômeno?

It- A Coisa se tornou um dos maiores fenômenos do cinema em 2017 e motivos para isso não faltaram!

Eis aqui um filme que está fazendo história! It vem quebrando recordes de bilheterias e criando uma legião de fãs. Só no primeiro fim de semana entrou para o TOP 10 de filmes de terror em termos de arrecadação, Ontem (15), já estava no terceiro lugar, atrás apenas de O Exorcista e Get Out (Que deve ser passado facilmente este fim de semana) O Filme não é apenas um terror com os famosos “Jumpscares” é uma história dramática sobre as dificuldades de entrar na adolescência, é impossível não se identificar com alguma cena ou personagem. O Longa também traz um refresco (E que refresco!) para os atuais filmes de terror, dessa vez não temos a casa mal assombrada por um espirito que adora abrir portas, temos uma figura sinistra que assume qualquer tipo de medo! Temos também um elenco poderoso! Destaque para os jovens atores Finn Wolfhard, o desbocado Ritchie Tozier (Beep, Beep Ritchie!) e Jack Dylan Grazer, o hipocondríaco Eddie, os dois roubam a cena e são os mais cativantes do filme…E falando em cativar, a narrativa é tão boa que te emerge diretamente pra assombrada Derry, você se sente parte do Clube dos Perdedores facilmente, o clima do final dos Anos 80, que também está ajudaram na composição maravilhosa das cenas. Não podemos deixar de falar do talentoso Bill Skarsgård que deu vida ao assustador Pennywise, diferente do Pennywise de Tim Cury (Que foi chamado novamente para dar vida ao palhaço mas recusou) temos aqui uma versão Insana da “coisa” visualmente mais opaco e com um sorriso psicótico, uma performance que com certeza marcará sua carreira. A Direção de Andy Muschietti é primorosa, como disse anteriormente, ele te transporta para o filme, está tudo na medida, drama, comédia e sustos, e que sustos! Fazia tempo que não ouvia gritos de “susto” nos cinemas, em especial uma cena me fez congelar na poltrona, algo que não acontecia faz tempo, são sustos que não são óbvios e você nunca sabe o que realmente vai acontecer, mesmo conhecendo a história, a cena inicial com o pequeno George é destroçado pelo palhaço é chocante, e também não sabemos o que é “A Coisa” neste filme (No livro tem uma explicação melhor e que pode vir a aparecer nos filmes futuramente)

Além da boa bilheteria o filme trouxe um “Buzz” que há tempos não se via, desde sua pré-estreia (06/09) até hoje, todos os dias, ouço pessoas falando do filme, seja pela vontade de assistir, pelas cenas que lhe assustaram e até mesmo pela beleza de Bill Skarsgård (O rapaz conseguiu se tornar um galã interpretando o Pennywise!) As pessoas “redescobriram” Stephen King, o rei que nunca perdeu seu posto, mas faltava um filme desse porte com a marca do autor para o grande público. Um filme simples, com uma boa história, uma boa direção e um elenco incrível! A Receita é essa! Algumas produtoras precisam entender que o menos é mais, que mudanças só podem ser feitas quando necessárias para contar uma história melhor que a sua original. Com certeza It- A Coisa se consagrou como um clássico moderno com elementos de uma história escrita há mais de 30 anos, pois muita gente conhece a obra e minissérie produzida em 1990. Sem dúvidas nenhuma, um dos melhores filmes do ano, com rumores até de chegar ao Oscar! Agora devemos esperar ansiosamente pela segunda parte do filme, até lá, vamos nos deliciando com os recordes e repercussão que essa obra vem recebendo!

Deixe uma resposta