Porca morre eletrocutada e deixa donos inconsoláveis no Acre

Nina era muito querida na região (Foto: Caio Fulgêncio/G1)
Nina era muito querida na região (Foto: Caio Fulgêncio/G1)

Antônio Silva, de 60 anos e Maria de Lourdes, de 64, choram a ausência de ‘Nina’, a porca de estimação do casal desde março do ano passado. Ela morreu eletrocutada na tarde deste domingo (5) após encostar o focinho em uma estrutura de ferro colada a um poste, em Rio Branco, no Acre.

Desolados, os donos do animal se despediram e alegam não querer outro mascote  “Ela era muito querida por aqui”, comenta. Poucas horas depois, Nina foi colocada em um veículo com a ajuda de quatro homens e levada para um sítio da família. “A família se reuniu e nós a enterramos lá, depois de nos despedirmos. Foi muito triste”, lamenta.

 

Deixe uma resposta