Por achar vulgar, China quer proibir modelos no Salão do Automóvel do país

(Foto: Dilvulgação/Kia)
(Foto: Dilvulgação/Kia)

Algumas “máquinas” não deverão ser mais vistas no Salão do Automóvel de Xangai, na China. Victor Yang, porta-voz da Geely, afirmou nesta sexta-feira (09) que a companhia recebeu um aviso dos organizadores do evento de que não serão permitidas modelos na exposição.

Segundo o governo chinês, houve um aumento da vulgaridade na sociedade, o que intensificou as punições sobre pornografia e liberdade de expressão, desde que o presidente Xi Jinping assumiu o comando em 2013.

A restrição ainda está em estudo e a divulgação sobre o veto ou não será feita em breve. Em todos os salões, inclusive o de São Paulo, as marcas utilizam as modelos para chamarem a atenção, tanto quanto – ou mais que – os carros.

Enquanto a notícia sobre modelos é criticada nas redes sociais, o porta-voz da Geely vê de forma positiva. “O salão é um evento para mostrar carros, não modelos bonitas”, disse.

Deixe uma resposta