Político usa cartão do governo para pagar prostitutas, diz policial

 

Delegadas falam sobre operação Book Eletrônico realizada em Teresina (Foto: Catarina Costa/G1)
Delegadas falam sobre operação Book Eletrônico realizada em Teresina (Foto: Catarina Costa/G1)

A Polícia Civil do Piauí descobriu na operação “Book Eletrônico” que um político do estado utilizou o cartão oferecido a parlamentares, no valor de $ 3 mil para pagar prostitutas durante um encontro.

Em coletiva de imprensa, a delegada Daniela Barros não revelou o nome do político, porém informou que ele era cliente de Renato Rosberg, preso sob suspeita de agenciar as garotas “Descobrimos que políticos e empresários usavam o serviço deste agenciador para terem encontros com prostitutas. Haverá outra investigação paralela porque encontramos um comprovante de pagamento no valor de R$ 3 mil, ou seja, um político chegou a pagar esse valor em um programa usando cartão corporativo ”, afirmou Daniela.

Ainda segundo a Polícia, o político visualizava o catálogo de Renato e escolhia as “melhores garotas” no seu ponto de vista, a um preço de R$ 700.

 

 

Deixe uma resposta