Playstation 20 anos: O videogame que revolucionou

memory-card-ps1-psone-playstation-1-playstation-one-14577-MLB4121123804_042013-F
As duas versões do Playstation: o primeiro, embaixo, e o PSOne, o modelo slim, em cima.

Por Ronaldo Barreto

Quem cresceu nos anos 90, certamente, conhece um dos videogames mais revolucionários de todos os tempos. Se não conheceu o Playstation, perdeu a chance de se divertir com jogos que marcaram uma época. Na quarta-feira (03), o console da Sony completou 20 anos do seu lançamento.

Um dos pioneiros no uso da tecnologia 3D e um dos primeiros a impressionar pela qualidade gráfica, por mais incrível que pareça para aqueles que acompanharam somente as gerações seguintes. “Que gráficos!”, “Olha, o Ronaldinho Gaúcho tem o cabelo igualzinho”, era o que diziam os empolgados jogadores da época (me inclua nesses).

A Sony vendeu mais de 100 milhões de unidades do Playstation, ocupando o segundo lugar entre os mais comercializados, atrás apenas do seu sucessor, o Playstation 2. Outro marco foi o famoso “Memory Card”, um cartão que possibilitava ao jogador gravar os jogos e recomeçá-los, a qualquer momento, do mesmo lugar onde parou, deixando para trás os “passwords” usados pelos seus antecessores.

A produção do console foi encerrada em 2006, mas o BDI separou alguns dos principais “cd’s” da famosa plataforma, para trazer a lembrança desse saudoso passatempo.

 

GRAN TURISMO 2 (1999)


A primeira versão fez um sucesso estrondoso e marcou o início da era Gran Turismo nos jogos de simulação de corrida, não é à toa que está entre os mais vendidos do console, mas o segundo chegou como uma versão melhorada, com mais carros (cerca de 650) e pistas. “Gran Turismo 2” permitiu ao “piloto” dirigir máquinas como Nissan Skyline, Toyota Supra e Dodge Viper, além de fazê-lo viajar para diversos países, competindo e comprando os potentes carros. Outro destaque fica pela trilha sonora com a música “My Favorite Game”, da banda The Cardigans.

 

FINAL FANTASY VII (1997)

Final_Fantasy_VII_Box_Art

Cloud e sua turma fizeram o sétimo game da franquia “Final Fantasy” um dos maiores sucessos entre todas as plataformas. Se contarmos as duas versões – em japonês e em inglês -, esse foi o jogo mais vendido para Playstation, atingindo 14,8 milhões de pessoas no mundo. O game alavancou os jogos da produtora Squaresoft, que lançou ainda outras extensões do título, além de um filme.

 

TOMB RAIDER (1996)

tomb-raider-1-ps1

Ah, Lara Croft… A heroína que se aventurava em selvas e montanhas, lutava contra animais perigosos e inimigos que tentavam detê-la na sua busca por artefatos históricos. A arqueóloga mais famosa dos games, posteriormente, virou até filme, sendo interpretada por Angelina Jolie. O primeiro “Tomb Raider” mostra Lara em diversos países, como Grécia, Egito e Peru. A série continua um sucesso até nos mais recentes consoles.

 

TEKKEN 3 (1998)

Tekken_3_-_North-american_cover

Seria difícil um game de luta desbancar os tão conhecidos e adorados Street Fighter, The King Of Fighter e Mortal Kombat, então, a Nanco resolveu investir na franquia Tekken. Se nos outros jogos da série a produtora não conseguiu atingir o público, no terceiro acertou em cheio. “Tekken 3” foi um dos primeiros a sair do 2D em jogos do gênero, com movimentos de câmera e dinâmica incríveis para a época. Os brasileiros ainda se sentiram mais orgulhosos sendo representados pelo capoeirista Eddy Gordo, com seus dreads e sua roupa verde e amarela.

CRASH BANDICOOT (1996)

Bandicoot

Criada pelos estúdios Naughty Dog, “Crash Bandicoot” é um jogo de aventura que tem como principal personagem Crash, um bandicoot geneticamente alterado que enfrenta seus vilões. O jogo ganhou ainda uma versão de corrida, o “Crash Team Racing”. Embora a Sony não tenha um personagem símbolo, como Mario na Nintendo ou Sonic na Sega, Crash acabou se tornando uma marca da empresa.

WINNING ELEVEN (1996)

Pro-Evolution-2

Se para os americanos e os mais novos jogadores de futebol virtual, o jogo se chama “Pro Evolution Soccer” (nome nos Estados Unidos), para os amantes deste clássico é WINNING ELEVEN (nome no japão). Os japoneses da Konami acertaram na fórmula para fazer o mais popular jogo futebolístico da época e seguir com ele até as mais novas plataformas. O game, com o inovador modo Master League, possibilitou ao jogador montar sua própria equipe, demitir e contratar atletas e participar de diversos campeonatos. Trouxe ainda uma qualidade gráfica impensada para a geração, além de ser o sucessor do “International Superstar Soccer”, do Super Nintendo, outro que marcou história.

 

METAL GEAR SOLID (1998)

MGS Cover

O jogo futurista (se passa em 2005, sete anos depois do seu lançamento) traz à tona a história do espião Solid Snake. O personagem é um agente especialista em infiltração e sabotagem que pretende neutralizar ataques de uma rede terrorista, a FOXHOUND, liderada por Liquid Snake. “Metal Gear Solid” exigia calma e habilidade dos jogadores, pois, diferente da maioria dos jogos de tiro em terceira pessoa da época, não bastava sair descendo bala para todo lado. A fórmula do game fez sucesso e a Konami vendeu cerca de 7 milhões de cópias.

 

RESIDENTE EVIL 2 (1998)

Resident_Evil_2_-_North-american_cover

Com quase 5 milhões de cópias vendidas, “Resident Evil 2” continuou e consolidou a franquia. O jogo de Survival Horror da Capcom mostra os protagonistas Leon S. Kennedy e Claire Redfield tentanto fugir de Raccom City, cidade que está tomada de zumbis infectados pelo T-vírus, fabricado pela empresa farmacêutica Umbrella Corporation. A série é mais uma que ganhou espaço nas telonas e tem o sexto filme previsto para 2015.

 

DRIVER (1999)

capa

“Driver” é jogado em quatro cidades dos Estados Unidos – Miami, São Francisco, Los Angeles e Nova York – e em todas elas você é um “piloto de fuga” que completa missões e tenta escapar da polícia. A Reflections Interactive, produtora do game, explorou o gênero mundo aberto mais a fundo somente em Driver 2, onde o jogador pode sair do carro, assim como em GTA, mas esse já começava a dar indícios da nova tendência. Juntos, os dois títulos somaram mais de 6 milhões de cópias vendidas.

 

TONY HAWK PRO SKATER (1999)

TonyHawksProSkaterPlayStation1

Esse é lendário em vários aspectos: reuniu grandes skatistas, como Tony Hawk, atleta que deu nome ao jogo, Chad Muska, Kareen Campbell e o brasileiro Bob Burnquist; trouxe uma trilha sonora perfeita para o game, como as empolgantes “New Girl”, da banda The Suicide Machines, e “Police Truck”, do Dead Kennedys; permitia ao jogador “voar” por diversas pistas, criar seu personagem e acertar manobras incríveis. A mistura deu a “Tony Hawk’s Pro Skater” a marca de quase 3 milhões de cópias vendidas no mundo.


Merecem destaque

Fora esses, podem ser lembrados ainda os primeiros jogos da série “Grand Theft Auto”, “Spyro The Dragon”, “Dino Crisis”, “Toy Story Racing”, “Parasite Eve”, “Silent Hill”, “Castlevania”, “Need for Speed”, “Megaman”, “Tenchu”, enfim, listaríamos mais uns 20 nomes. O importante é que devemos ressaltar a influência desse épico videogame na evolução tecnológica e no mercado de games no mundo. O Playstation ficará para sempre na memória dos fanáticos usuários que se divertiram por horas com ele.

 

Deixe uma resposta