“Pensei em suicídio por quase cinco anos”, diz Marcelo Yuka De Frente Com Gabi‏

Marcelo Yuka e marilia gabriela gabi
(Crédito: Carol Soares/SBT)

Neste domingo, 11 de maio, Marília Gabriela recebe o músico Marcelo Yuka. Ex-baterista da banda “O Rappa”, Yuka foi baleado em um assalto no ano 2000 e ficou paraplégico. Ele fala na entrevista sobre o antes e depois do ocorrido, sobre sua carreira, sua autobiografia “Não se Preocupe Comigo” e detalhes de sua vida pessoal.

Confira as melhores frases da entrevista:

· Na hora você fica em estado de choque, no dia seguinte a dor é insuportável. (sobre os tiros)

· Queria que a justiça tivesse sido feita, mas desde o segundo dia decidi que não queria carregar essa dor de ficar procurando culpados. (sobre o assalto)

· Marcelo Rubens Paiva foi o primeiro a me dizer que tudo ia se normalizar. (sobre ficar paraplégico)

· Pensei em suicídio por quase cinco anos.

· Só aprendi a fazer amor depois da cadeira de rodas. Antes era só sexo.

· Tenho uma parte da casa adaptada para mim.

· Esse livro foi para exorcizar meus fantasmas. (sobre sua autobiografia)

· A música está na minha vida. O dia em que eu trabalho pouco são 16 horas. Eu componho, faço partituras.

· A Copa aqui está custando mais caro do que na Alemanha. Os gastos são monumentais e os padrões da Fifa estão acima da nossa constituição.

· Sou fã de futebol, mas tenho dúvidas como muita gente. (…) A Copa do Mundo é um negócio e vai favorecer a quem? São dúvidas pertinentes.

O De Frente Com Gabi vai ao ar aos domingos, 0h, logo após o Programa Silvio Santos.

Deixe uma resposta