“Paranistas se unam ou o Paraná vai acabar este ano”, diz dirigente do Paraná Clube

Reprodução
Reprodução

Após a derrota por 1 a 0 para o Atlético Paranaense, pela terceira rodada do Campeonato Paranaense, o gerente de futebol do Paraná Clube, Marcus Vinícius fez um prognóstico sobre o clube e pediu união para o clube não fechar as portas.

“O Paraná Clube chegou em uma situação em que não tem como. Esse choro meu é de todos os funcionários, de todos os atletas, de todas as pessoas que estão envolvidas no Paraná. Cada lágrima dessa representa um funcionário. O funcionário que não recebe salário há quatro, cinco meses. Tem jogador que não recebe há sete meses. O que eu quero dizer é que os paranistas se unam ou o Paraná vai acabar este ano. Não tem mais jeito. O Paraná não se resume a hoje. Se resume a um problema de anos e está afunilando, está acabando”, disse.

Marcos Vinícius alertou que a briga política dentro do clube é um dos fatores para o clube chegar nessa situação delicada.

“Se as pessoas não pararem com essa vaidade, de quererem derrubar A, B ou C, o Paraná vai fechar. É triste, é triste. A Justiça vai tomar tudo do Paraná se vocês não se unirem, paranistas. A vaidade arruína o ser humano e vai destruir um clube chamado Paraná Clube”, analisou.

“A tia da cozinha virar para mim e falar que, na casa dela, não tem comida. Isso é muito triste. Morreu o pai do segurança nosso na semana passada, e fizemos uma vaquinha para enterrar o pai dele. Isso é muito triste. Esses jogadores entram em campo e deram tudo de si, mas alguns estão há sete meses sem receber”, desabafou o dirigente.

Deixe uma resposta