Para evitar ‘selfies’, Enem contará com detectores de metal

Estudantes poderão ser revistados (Foto: Reprodução Internet)
Estudantes poderão ser revistados (Foto: Reprodução Internet)

Para evitar as famosas ‘selfies’ e qualquer tipo de fraude durante as provas, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que começa neste sábado (8), terá 17 mil detectores de metal em todo o país. Além da ferramenta, os fiscais poderão abordar as pessoas caso identifiquem algum problema.

Segundo Henrique Paim, ministro da Educação, o equipamento pode ser solicitado pelo fiscal a qualquer momento. “A revista poderá ser feita a qualquer momento da prova. Os fiscais, chefes de sala e outros colaboradores estão orientados, e podem solicitar a ajuda dos equipamentos”, disse.

No ano passado, segundo o MEC, 47 pessoas foram eliminadas pelo uso de aparelhos eletrônicos, dois deles por terem postado fotos em seus perfis nas redes sociais. “O celular terá que estar guardado em um porta-objetos. Se o aluno acessar algum eletrônico para qualquer uso, será automaticamente excluído. Equipes farão esse monitoramento dentro e fora das salas”, afirmou o presidente do Inep, Francisco Soares. Além dos eletrônicos, estão proibidos óculos escuros, artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro e similares), materiais vetados como lápis, borracha, lapiseira e caneta não transparente.

Em 2014, o Enem conta com mais de 8 milhões de inscritos de 1.752 municípios, com 17.367 locais de prova. Entre as cidades que participam do exame pela primeira vez estão quatro municípios do Acre: Marechal Thaumaturgo, Jordão, Porto Walter e Santa Rosa do Purus.

Deixe uma resposta