Após ser “cancelada”, Paola Carosella é acusada por grosserias contra ex-participantes

Foto: Divulgação

Alguns participantes do MasterChef desabafaram sobre a época em que estiveram no reality. O primeiro foi Léo Santos, da 4ª temporada, que culpou Paola Carosella por linchamento virtual. Em seguida, no último sábado (25), outros cozinheiros também compartilharam seus relatos.

A jurada perguntou o que era “ser cancelada” após receber várias mensagens de haters por ter feito comentários criticando a comida processada. Santos compartilhou o questionamento da chef para criticá-la.

“Qualquer ex-master [ex-MasterChef] pode te explicar. É sofrer uma porrada da hate [ódio], é ter as frases ditas usadas fora de contexto contra a gente. É ser material de criação de conteúdo de alguém [memes]. É ver as pessoas sentirem prazer em te humilhar publicamente, mesmo você tentando só fazer algo bom”, explicou o ex-competidor.

“É abrir o celular para ver uma rede social e só ter crítica, bullying, xingamento, é sofrer ameaça, ver a vida virar um inferno. No básico, é isso. Mas você supera, chef. [Se] A gente consegue, você também consegue, forças!”, completou.

Juliana Fraga, participante da 6ª edição, também deu seu relato.

“[Ser cancelado] É ter que ficar dias sem entrar em rede social pra não surtar, não entrar no YouTube porque estão satirizando a sua imagem em canais de “humor””, contou.

Outro competidor que desabafou foi Abel Chang, também da 4ª temporada. Ele caracterizou a chef argentina como “a pessoa que mais me fez mal na vida”.

“Ser cancelado foi a bronca que tomei por descartar um talo de alho-poró, que a produção mesmo ia ter que jogar no lixo depois. E, no dia seguinte que foi ao ar, saiu matéria em vários sites me criticando e as redes [sociais] me xingando”, recordou.

Abel ainda disse que Paola deveria ter mais responsabilidade no modo como trata as pessoas, principalmente em um programa em rede nacional.

“Nunca se sabe o impacto que isso pode causar na vida da contraparte.”

Deixe uma resposta