Pai de santo gay processa Porta dos Fundos e pede indenização bilionária

Foto: Divulgação

Líder do centro de umbanda Ilê Asé Ofá de Prata, Alexandre Montecerrathe está processando o Porta dos Fundos e pede indenização de R$ 1 bilhão em danos morais, além de exigir a retirada do ar do especial de Natal da produtora, lançado em dezembro de 2019 na Neflix, de acordo com informações do colunista Lauro Jardim, de ‘O Globo’.

O pai de santo homossexual entrou com uma ação na Justiça do Rio de Janeiro contra o Porta dos Fundos. O filme utiliza de uma sátira da ceia de natal ao longo do filme. No longa, Jesus (Gregorio Duviver) chega do deserto na companhia de um namorado, interpretado por Fabio Porchat.

“A produção mencionada traz o homossexualismo como uma chacota! Isso porque, não é o simples fato de trazer um personagem de Jesus homossexual que ofende, mas sim a forma como aquele homossexual se comportou, o que foi, nitidamente, descomedida e abusiva”, declarou Montecerrathe.

A ação foi levada à 26ª Vara Cível e aguarda decisão do juiz Marcos Antonio Brito.

Deixe uma resposta