Página que prega morte às crianças gera revolta na Internet

crianças

Depois de um blogueiro desafiar a Polícia Federal dizendo que não pararia de publicar em seu blog ensinamentos de como estuprar uma pessoa, apareceu uma página pregando morte às crianças.

Com a descrição “Sim. Crianças não prestam e devem ser mortas com requintes de crueldade”, a página Odeio Crianças alcançou mais de 6 mil curtidas no Facebook, a maioria dos seguidores com perfis não identificáveis, os famosos “fakes”. Nela, encontramos fotos cruéis, como crianças enforcadas, abusadas e estupradas.

Recentemente, após milhares de denúncias, a comunidade saiu do ar, porém não se sabe o porquê, conseguiu voltar, com provocação do administrador, inclusive: “Para aqueles que acharam que iriam derrubar a página, só lamento.
Para os nossos admiradores, gostaríamos de dizer que estamos de volta”, escreveu.

Os internautas reclamam que o Facebook, incrivelmente não aceita a denúncia contra Odeio Crianças, alegando que não viola os padrões de comunidade. O autor deste texto que você lê, confirma a história, pois foi um deles, conforme foto a seguir:

Screenshot_2015-08-08-00-47-17[1]

Páginas como essa, devem ser denunciadas no Safernet e na Polícia Federal.

Em tempo:

Após esta publicação, a página foi denunciada novamente e, enfim, o Facebook acatou. Por ora, Odeio Crianças saiu do ar.

@lucascanosa

Escreva: lucascanosa@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta