Oswaldo de Oliveira é demitido do Santos

oswaldodeoliveira-santos-rib
(Foto: Marcos Ribolli)

O técnico Oswaldo de Oliveira foi demitido do Santos nesta terça-feira. A decisão pegou a todos no clube de surpresa, já que até um dia antes a diretoria tinha a decisão de preservá-lo no cargo. A alegação feita ao treinador antes das atividades que ele comandaria normalmente no CT Rei Pelé foi que a pressão interna era grande e os resultados não vinham agradando – apesar da vaga encaminhada nas quartas de final da Copa do Brasil, o Peixe perdeu cinco dos últimos seis jogos do Brasileirão e despencou na tabela.

O estopim para a convocação de uma reunião extraordinária do Comitê de Gestão, inclusive, teria sido o resultado contra o Botafogo, no último domingo, em que o Peixe perdeu por 1 a 0 fora de casa. O aproveitamento de Oswaldo no Brasileirão era de 42,6%. Além disso, pesava contra o treinador a derrota para o Ituano nas finais do Campeonato Paulista.

Com o anúncio feito pessoalmente pelo presidente Odílio Rodrigues, encerrou-se a terceira passagem do treinador pela Vila Belmiro. Antes disso, ele havia estado no clube em 1997 (como auxiliar de Vanderlei Luxemburgo) e 2005, quando foi contratado para substituir o mesmo Luxemburgo, mas acabou dispensado ainda no primeiro semestre.

O Santos já confirmou a informação em seu site.

– Agradecemos ao treinador pelo seu empenho, seriedade e profissionalismo durante os oito meses em que esteve à frente da equipe e desejamos a ele muito êxito na sua carreira – disse Odílio Rodrigues, o presidente do clube.

Junto com Oswaldo, que comandou o Peixe em 44 partidas, com 25 vitórias, 9 empates e 10 derrotas, saem o auxiliar Luiz Alberto e o analista de desempenho Gabriel Oliveira, filho do treinador. O presidente Odílio Rodrigues deseja a permanência do fisioterapeuta Alex Evangelista, que veio com Oswaldo do Botafogo, mas o profissional pediu um prazo para anunciar sua decisão.

Deixe uma resposta