Opinião: Gestão Andrés Sanchez é péssima

Foto: Divulgação

2020 é o último ano da gestão Andrés Sanchez no Corinthians. Se na primeira passagem, (sem contar a época em que ele estava no lugar do ex-presidente Alberto Duallib) foi boa, conquistando títulos e peça fundamental na construção do estádio. Já à terceira passagem não foi satisfatória.

A dívida do clube que era grande ficou ainda maior. No ano passado, a gestão Andrés contratou vários jogadores e poucos deram certo. No time sub-23, o Corinthians contratou um pacotão de atletas, sem sentido e claro, ajudando a aumentar a dívida.

O maior problema disso tudo é a Arena Corinthians. O clube e a Caixa sempre estão brigando na justiça para tentar entrar em acordo. O banco chegou a cobrar 500 milhões de reais do clube alvinegro. Andrés conseguiu esticar o prazo para o pagamento, que agora vai até 2032. Antes era 2028.

Recentemente, saiu na imprensa que o Corinthians deve direitos de imagem para o futebol masculino e feminino. No masculino, dívida de R$ 48 milhões. Andrés tenta minimizar a situação, mas sabe que os problemas são sérios.

Devido o coronavírus, a crise financeira aumentou, como acontece em outros clubes. O Corinthians está praticamente sem dinheiro, fazendo cortes nos salários e sem renda para pagar a Arena, já que o dinheiro vinha da bilheteria.

Andrés decepcionou. Chegou até ser ameaçado de Impeachment, mas deve terminar seu mandato. Segundo o Corinthians a dívida total é de R$ 665 milhões.

Às vezes, falta humildade para o presidente corintiano, que por sinal, nunca teve um bom relacionamento com a imprensa.

Confira abaixo a relação das dívidas do Corinthians em direitos de imagem de 2019:

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta