Opinião: Doria faz o comerciante escolher entre o ruim e o pior

A secretária estadual de Desenvolvimento Econômico de SP, Patrícia Ellen, anunciou que as cidades da fase laranja do Plano São Paulo poderão optar por abrir as lojas por seis horas ao dia durante quatro dias da semana, ao invés de quatro horas por dia de segunda a sábado. Que comerciante quer isso? 

O empresário enfrenta prejuízos há meses, risco de falência (aos que sobreviveram) e agora, recebe esse tapa na cara de dividir 24 horas semanais de trabalho em quatro dias ou seis, como se o benefício da escolha mudasse alguma coisa.

Segundo Patrícia, a medida, que entra em vigor na próxima semana, “viabiliza um melhor funcionamento do comércio e garante segurança pelo aspecto da saúde”.

Deixe uma resposta