Opinião: Com Jorge Jesus, Flamengo conquistaria Brasileirão 2020 tranquilamente

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo na temporada de 2019 era um timaço e tinha um excelente técnico, Jorge Jesus. Com o português a equipe conquistou vários títulos, entre eles, Brasileirão e Libertadores.

Entretanto, Jorge Jesus deixou o clube carioca e voltou para seu país, para comandar novamente o Benfica. 

Com a saída de Jesus, o futebol vistoso do Flamengo foi junto com o treinador. O time nunca mais conseguiu praticar o mesmo futebol, mesmo mantendo praticamente o mesmo time vencedor.

Contratou o espanhol Torrent, que ficou pouco tempo no clube e foi demitido, aliás, eu não teria demitido, ele ainda estava conhecendo o elenco. 

E a situação piorou com a chegada de Rogério Ceni. Confesso que elogiei o Ceni aqui no BDI, disse que ele seria um ótimo treinador para o Flamengo pelo fato dele apostar no futebol ofensivo, mas não vingou.

Além de não praticar o futebol ofensivo, Ceni atrapalhou todo o time, que toma gols em todos os jogos e após derrota para o Fluminense por 2×1, viu suas chances de conquistar o título brasileiro diminuir.

O “se” não existe como muitos falam, mas “se” Jorge Jesus não tivesse deixado o Flamengo, com certeza esse Brasileirão seria conquistado. O São Paulo, apesar de líder, ainda não me passa confiança, pelo incrível que pareça. A derrota para o Red Bull Bragantino mostrou que com alguns desfalques, o time do Diniz vira um time comum. Atlético Mineiro e Internacional não tem times para brigar pelo título. 

Com esse cenário todo, Jorge Jesus com o futebol praticado em 2019, venceria fácil o Brasileirão e até mesmo a Libertadores. 

Deixe uma resposta