ONU afirma que violência no Iraque tirou a vida de pelo menos 1.420 pessoas no mês de agosto

Ambulâncias chegam para levar feridos de um carro-bomba em Ramadi, província de Anbar, no domingo (31) (Foto: Ali al-Mashhadani/Reuters)
Ambulâncias chegam para levar feridos de um carro-bomba em Ramadi, província de Anbar, no domingo (31) (Foto: Ali al-Mashhadani/Reuters)

A ONU afirma que ao menos 1.420 pessoas foram mortas no Iraque em agosto enquanto a violência sectária se espalhava pelo centro e o norte do país.

Outros 1.370 iraquianos ficaram feridos e 600 mil pessoas foram forçadas a abandonar suas casas,  à medida que os militantes do Estado Islâmico, grupo que assumiu o controle de grandes áreas do território desde junho, avança em direção à regiões controladas por tropas curdas e persegue minorias religiosas.

Segundo a ONU,  o número de vítimas pode ser muito maior, mas que não foi capaz de verificar de maneira independente relatos sobre centenas de incidentes em áreas sob jugo do Estado Islâmico.

Deixe uma resposta