• Home »
  • Cultura »
  • “O teatro é mais prazeroso do que a televisão”; Leia a entrevista com Walter Breda

“O teatro é mais prazeroso do que a televisão”; Leia a entrevista com Walter Breda

 

Ele é ator já consagrado pelo público, seu principal papel foi o “Seu Gomes” na novela “América”, quem não se lembra do bordão: “Copiou Farinha!?”. Estou falando de Walter Breda, fizemos uma entrevista exclusiva com ele, leia na íntegra:

1 – Olá Walter, tudo bem? É um prazer tê-lo conosco.

Walter: CARO LUCAS, O PRAZER É TODO MEU DE PARTICIPAR DO BDI.

 2 – Você começou a carreira com 10 anos em uma rádio-novela em Recife, como foi a experiência?

 Walter: MINHA MÃE ERA ATRIZ E MEU PAI JORNALISTA, AMBOS PERNAMBUCANOS, ASSIM COMO EU. EM 1958 MEU PAI FALECE EM SÃO PAULO,ONDE TODOS NÓS ESTÁVAMOS MORANDO. VOLTANDO PARA O RECIFE, MINHA MÃE RETOMA A CARREIRA DE RADIO-ATRIZ NA RADIO JORNAL DO COMERCIO E NESSE MESMO ANO DE 58,SOU LEVADO POR ELA PARA UM TESTE,NA VERDADE JA UMA PARTICIPAÇÃO EM UMA RADIO-NOVELA,ONDE SE PRECISAVA DE UMA V OZ INFANTIL. PRONTO,EU ESTAVA COMEÇANDO A MINHA VIDA PROFISSIONAL. DEPOIS A “JORNAL DO COMERCIO” INAUGURA, JÁ NOS 60, A PRIMEIRA ESTAÇÃO DE TELEVISÃO DO BRASIL,ATÉ ENTÃO TODAS AS OUTRAS ESTAÇÕES DE TV ERAM IMPROVISADAS EM PRÉDIOS NORMAIS. LOGO DEPOIS,COM 12,13 ANOS,MEU PRIMEIRO CONTATO COM O TEATRO E PRONTO: NÃO PAREI MAIS.

 3 – Por que decidiu sair do Recife? Como foi a vinda ao Sudeste?

 Walter: NO FIM DOS ANOS 60 E COMEÇO DOS 70 APARECEM O VÍDEO-TAPE E LOGO DEPOIS O SATÉLITE DE COMUNICAÇÃO TELE-VISIVO E COM ISSO A PROGRAMAÇÃO LOCAL PERDE ESPAÇO. O TEATRO,ENTÃO,FICA MAIS DIFÍCIL DE SER REALIZADO E EU JÁ NÃO SABIA FAZER OUTRA COISA PROFISSIONALMENTE QUE NÃO SER ATOR. VIM EMBORA PARA O SUDESTE.

 4 – Você sempre atuou como dublador, inclusive em atrações infanto-juvenis. Fazia por gosto, ou por falta de oportunidades na própria televisão?

 Walter: NÃO . A DUBLAGEM APARECE NA MINHA VIDA COMO UM BICO,UM QUEBRA GALHO. NO FIM DOS ANOS 😯 AQUELA COISA CHAMADA COLOR DE MELO,DESCULPEM-ME, DA AQUELE GOLPE ECONÔMICO NO PAÍS E EU FICO SEM EMPREGO. ESTAVA,ENTÃO CONTRATADO PELA TV BANDEIRANTES PARA O HUMORÍSTICO “BRONCO”, COM O RONALD GOLIAS. QUANDO ACONTECE A CATÁSTROFE, A BAND DESPEDE TODO MUNDO, E O TEATRO NÃO PODE SER PRODUZIDO POR FALTA DE DINHEIRO E  EU FICO NA RUA DA AMARGURA. UMA AMIGA, NAIR SILVA,QUE EU CONHECIA DA TV NORDESTINA E QUE DIRIGIA,DIRIGE ATÉ HOJE,DUBLAGENS ME CONVIDA PARA PARTICIPAR O ELENCO DA ÁLAMO. TOPEI NA HORA E DUBLEI POR 11 ANOS.

 5 – Seu caminho foi longo no teatro. Sabemos que o teatro não traz a mesma repercussão das telinhas, todavia, boa parte dos atores amam fazê-lo. Qual o prazer de atuar nos palcos pra você?

 Walter: O TEATRO É MAIS PRAZEROSO PARA O ATOR PORQUE A RESPOSTA AO SEU TRABALHO ACONTECE IMEDIATAMENTE. O PÚBLICO ESTÁ ALI NA SUA FRENTE E VOCÊ PODE SENTIR O QUE FUNCIONA, AONDE ESTÁ O TEMPO CERTO DA PIADA,AONDE O EMOCIONAL DA CENA ACONTECE MAIS OBJETIVAMENTE. E ISSO NÃO TEM TV NEM CINEMA QUE PAGUE.

 6 – Sua consagração veio com a novela “América”, no personagem do Seu Gomes, estou certo? Foi o principal personagem da sua carreira? Como foi a repercussão?

 Walter: ENORME. ATÉ HOJE “SEU GOMES” FAZ SUCESSO NAS RUAS. ATÉ HOJE SOU RECONHECIDO E FESTEJADO PELO PERSONAGEM.

 7- Senhor também teve algumas passagens pelo SBT. Como foi a experiência?

 Walter: MUITO BOA. NÃO COM A MESMA REPERCUSSÃO DOS TRABALHOS GLOBAIS MAS COM MUITA RESPOSTA POR PARTE DOS TELESPECTADORES.

 10 – Walter, estamos encerrando por aqui a entrevista pelo Site BDI. Deixe seus contatos.

 Walter: LUCAS,MEU FACE É O WALTERBREDA@UOL.COM.BR  , NA PRIMEIRA OPORTUNIDADE ENTRO EM CONTATO PARA DIVULGAR MEU TRABALHO COM O TEATRO. FOI UM PRAZER MUITO GRANDE ESTAR AQUI COM VOCÊ. UM ABRAÇÃO.

 @LucasCanosa – (BDI) Bastidores da Informação