O presidente do TSE e o fim do comunismo na Argentina

James akel comenta nova 3

ARGENTINOS ACABAM COM COMUNISNO COM URNA DE PAPEL

Os argentinos hoje acabaram com a comunista Cristina Kirshner e sua turma.

Maurício Macri, milionário e grande empresário ganhou as eleições presidenciais.

Urnas de papel e votos em papel acabaram com um reinado nojento e criminoso de Cristina Kirshner.

Ela ainda deve explicações sobre o acordo que fez com Irã pra não denunciar os assassinos de judeus na Argentina.

Em qualquer país sério Cristina seria presa.

Em Portugal ou Estados Unidos ela não seria presidente.

Cristina, presidente Argentina / Foto: Reprodução
Cristina, presidente Argentina / Foto: Reprodução

PRESIDENTE DO TSE DÁ DECLARAÇÕES INSÓLITAS

As declarações de Dias Toffolli, presidente do TSE e antigo advogado do PT sobre as urnas com voto impresso são insólitas e um desrespeito ao Congresso.
Ele fala besteira dizendo que o voto impresso vai ficar muito caro e é um retrocesso.

Se urna eletrônica fosse boa os Estados Unidos teriam.

Toffolli fala besteira porque sabe que no Senado não tem senador com coragem de convocar Toffolli e processá-lo por desrespeito ao Congresso.

Nos Estados Unidos ele não seria ministro do TSE e se fosse e fizesse apuração secreta do jeito que fez no Brasil seria preso e banido da política.

UMA NOVA REDE DE TV ABERTA NO BRASIL

Se as negociações entre TV Band e Turner derem certo o Brasil vai ter uma nova rede de tv aberta.

Caso a Turner acerte comprar 30% da TV Band, os americanos deverão indicar o novo diretor de conteúdo.

A família Saad ficará com o jornalismo.

Tudo de bom pode ser feito numa nova rede.
Até agora a família Saad não soube colocar em prática um projeto viável.

O argentino Diego Guebel não teve nenhum sucesso no comando da emissora.

A DELAÇÃO PREMIADA ESPERADA

Foto: Revista Veja
Foto: Revista Veja

Mauro Marcondes foi preso acusado de comprar Medida Provisória que isentava montadoras de impostos.
A acusação é grande pois envolve 2 presidentes da República, chefias de gabinete e presidentes de montadoras.

Isto por si já é grandioso.

Além do mais existe um caso no meio do caminho que é o pagamento de 2,5 milhões ao filho do presidente Lula por consultoria esportiva.

Nos depoimentos à PF Mauro Marcondes não sabia dizer o que o fez dar tanta grana ao filho de Lula para um trabalho que o filho de Lula não tinha experiência pra fazer.
E de outro lado o filho de Lula não sabia explicar que tipo de trabalho teria feito por não ter experiência no ramo.

A  delação premiada deve envolver a liberação total da esposa de Mauro que está com alguns problemas de saúde.

“James Akel Comenta”, toda terça-feira, às 20h, no BDI.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta