O poder de Eduardo Cunha

eduardo cunha

Num encontro de empresários com Eduardo Cunha, organizado pelo BTG Banco, Eduardo foi recebido e aplaudido de pé e considerado líder da oposição.

No seu pronunciamento ele procurou ser austero e declarou que ainda não existe nenhum fato que possa ser entendido como base de impeachment de Dilma agora.

Nisto ele está certo olhando apenas a pessoa de Dilma.

Mas se encarar que o dinheiro da Petrobras foi desviado pras campanhas petistas, caso apareça uma comprovação, a qualquer tempo a presidente pela lei é cassada.

A cassação se daria no TSE.

E se alguém disser que o presidente do TSE Tóffoli não cassaria Dilma, eu lembro que quando Dirceu deixou o poder, Tóffoli estava na assessoria de Dirceu.

E quando Dilma ficou no lugar de Dirceu ela demitiu Tóffoli.

Demissões do passado sempre causam algo um dia.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta