O novo jeito da Igreja funcionar é tema do Aparecida Debate desta quarta-feira

Com a pandemia do Coronavírus, todos tiveram que se adaptar. E com a Igreja Católica não foi diferente. Os fiéis passaram a assistir as missas somente pela TV ou Internet. Foi a forma de a Igreja permanecer nos lares. Em meio à essa crise, novas ferramentas se fizeram necessárias na evangelização. Dentro desse contexto, “Igreja e o novo jeito de funcionar” é o tema do Aparecida Debate, que vai ao ar nesta quarta-feira (15/07), às 21h.

Excepcionalmente esta semana, Ronaldo Souza vai dividir o papel de mediador do programa com o Missionário Redentorista, padre José Ulysses da Silva, atual presidente da Academia Marial de Aparecida. No estúdio da TV Aparecida, os dois conversarão com bispos que participarão do debate, via internet.

E para introduzir o assunto, a produção vai exibir uma reportagem realizada pela jornalista Camila Morais.

Assim como muitas entidades, a Igreja sempre teve a sua organização. Porém, com a pandemia, tudo ficou diferente para todos. Uma das questões que serão levantadas pelo Aparecida Debate é de que forma a Igreja no Brasil encontrou um novo jeito de funcionar. E o que ficará dessa nova forma de funcionamento da Igreja com o fim da pandemia.

Para responder todas as dúvidas participam do primeiro bloco do programa o Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, que também é Arcebispo de Belo Horizonte, e Dom Joel Portella Amado, secretário geral da entidade e bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Já no segundo bloco estarão Dom Jaime Spengler, 1º vice-presidente da CNBB e Arcebispo de Porto Alegre, e Dom Mário Antônio da Silva, 2º vice-presidente da CNBB e bispo de Roraima.

Aparecida Debate, quarta-feira, às 21h.

Deixe uma resposta