O lado B do Teleton

Nanácio e a companheira da perna de pau / Foto: Ronaldo Barreto - BDI
Nanácio e a companheira da perna de pau / Foto: Ronaldo Barreto – BDI

O Teleton é um evento solidário que reúne várias celebridades em prol de uma causa social.  O que as pessoas não imaginam é a existência de anônimos nos bastidores que são essenciais para o sucesso da atração. Enquanto os famosos se apresentam no palco do SBT, artistas de rua, palhaços e músicos fazem a alegria das crianças na área externa do complexo da Anhanguera.

Foto: Ronaldo Barreto - BDI
Crianças e adultos se divertiam na tenda montada no estacionamento / Foto: Ronaldo Barreto – BDI

Voluntários como Nanácio Naneta da companhia Fantasy, abrem mão do cachê em troca de sorrisos e boas histórias para guardar na memória. Nanácio diz que se alegra em trabalhar com crianças e, que algumas, em especial, o emocionam bastante, assim como um garoto que estava no evento “Teve um menininho que andava muito rápido na cadeira de rodas. Ele estava muito feliz. Isso me comoveu”.

palhaço1

Por outro lado, o palhaço Gegê, vivido por Edson Thiago, da companhia Absurda, não encara a emoção contida em apenas um personagem.  Para ele,  a causa em si é cativante,  “Como um dos apresentadores do evento externo, eu me comovo de forma geral, são várias histórias numa só”. Engana-se, aliás,  quem pensa que voluntário não se prepara, “Estou ensaiando há 4 semanas só para estar aqui”, conclui.

Crianças posando para a câmera / Foto: Ronaldo Barreto - BDI
Crianças posando para a câmera / Foto: Ronaldo Barreto – BDI

Assim como existe união entre emissoras concorrentes na produção do Teleton, o “lado b” do evento reúne empresas de animação para entreter o público presente. Entreter também é o trabalho de Marquito, humorista do programa do Ratinho, que assistia ao show dos palhaços na tenda montada no estacionamento do SBT.

Marquito em entrevista exclusiva ao BDI / Foto: Ronaldo Barreto - BDI
Marquito em entrevista exclusiva ao BDI / Foto: Ronaldo Barreto – BDI

Vereador e autor do projeto de lei que visa a implantação de circo-escolas nos bairros periféricos da cidade de São Paulo, Marquito ressaltou a importância da participação de anônimos na construção do Teleton, “É essencial. Sem a participação dessas pessoas, o Teleton não seria esse grande evento”, afirmou.

Desfile de moda com as crianças da AACD no pátio da emissora / Foto: Ronaldo Barreto - BDI
Desfile de moda com as crianças da AACD no pátio da emissora / Foto: Ronaldo Barreto – BDI

Demonstrações como as que vimos hoje, de artistas que mesmo não aparecendo em frente às câmeras se doam ao máximo por uma campanha tão nobre e bonita que é a festa da solidariedade promovida pelas instituições em parceria com a AACD, impressionam tanto ou até mais do que os famosos participantes do evento, que sim, contribuem e muito para o resultado final, mas já estão acostumados com aplausos. Por isso, nossa salva de palmas, desta vez, vai para esses guerreiros que com pequenos gestos, fazem tão bem para sociedade.

Teleton
Teleton

Por: Bárbara Saryne e Lucas Canosa

Mande seu e-mail para a equipe : redacao@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta