O lado B de uma famosa estilista

Coco Chanel / Foto: Reprodução
Coco Chanel / Foto: Reprodução

Foi revelado nestes dias mais uma vez aquilo que já se sabia.

Papéis descobertos sobre o Nazismo encontraram a grande estilista Coco Chanel sendo colaboradora do Nazismo e mais diretamente da Gestapo onde tinha um amante.

Nada disto tira o mérito de seu trabalho.

O detalhe do papel encontrado justifica a sua postura.

Ela teria se encontrado casualmente no hall de um hotel com um barão alemão por quem teria se apaixonado.

E este alemão era um dos comandantes da Gestapo que era a polícia que torturava.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta