O jogo do ano para o São Paulo

Por Deyvid Xavier

Foto: saopaulofc.com.br

A Copa do Brasil sofreu mudanças e isso deu uma cara totalmente diferente ao torneio. A competição dura o ano inteiro, não há mais o gol qualificado em favor dos visitantes e nem a eliminação da partida de volta na primeira fase caso o visitante vença por dois gols de diferença. A emoção que o torcedor gosta está de volta!

Outra situação que coloca mais igualdade na Copa do Brasil, pelo menos esse ano, e amedronta muitos times grandes é a falta de uma pré-temporada adequada. Equipes tradicionais já foram eliminadas da competição sem mesmo ter sentido o gosto da mesma, como o Santa Cruz, Botafogo, Paysandu, Atlético Goianiense, e tantos outros que se classificaram com empates.

São Paulo e CSA fazem o jogo do ano para ambos na Copa do Brasil. O São Paulo nunca conquistou a competição, tem dificuldades em acertar o time e não está jogando bem no Campeonato Paulista, apesar de ter classificado com extrema tranquilidade para essa fase da Copa do Brasil ao eliminar o frágil Madureira. Já o time alagoano é o terceiro no campeonato local, atrás do rival CRB e o desconhecido Olhodaguense (CEO), do município de Olho d’água das Flores, a Oeste do Estado. Na última partida pelo Alagoano, empate sem gols contra o CSE (Clube Sociedade Esportiva, a exemplo de outros times do Estado que usam siglas).

O CSA sofreu para chegar à segunda fase da competição. Jogando no Amazonas, empatou em 2×2 contra o Manaus e só não foi eliminado porque o goleiro defendeu um pênalti no fim do jogo. O time alagoano também disputa a Copa do Nordeste e ainda não venceu na fase de grupos da competição. Empate diante do Sampaio Corrêa e derrota para o Ceará. O jogador mais conhecido do time é Boquita, volante que passou pelo Corinthians.

O jogo é muito importante para as duas equipes, que ainda não mostram o devido preparo. Mas, assim quis o calendário. A classificação só vem com a vitória, já que nessa segunda fase não há vantagem. A eliminação será um grande problema financeiro para quem ficar pelo caminho. Independentemente da diferença de grandeza entre as equipes, a responsabilidade é o peso são para os dois. Estamos em fevereiro e São Paulo e CSA já tem o jogo do ano!