O grande erro de Bolsonaro

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Por mais que eu nem goste de Maria do Rosário, antiga Ministra dos Direitos Humanos, jamais vou ser a favor do que Jair Bolsonaro cometeu no plenário ao falar tanta bobagem sobre a deputada.

O fato da gente ser contra determinada pessoa por razões ideológicas ou políticas, por mais que a gente tenha críticas a fazer contra a pessoa, jamais podemos ser a favor de insultos pessoais contra a pessoa.

Por pior que tenha sido a ação da Ministra, ela tem que ser respeitada em sua pessoa e eu seu lado íntimo.

Todos podem criticar por se sentirem prejudicados por uma coisa ou outra mas jamais podemos levar a crítica à ofensa pessoal da mulher.

E ali, por mais que Bolsonaro tenha sido ofendido por Maria do Rosário, e o foi no Salão Verde do Congresso, e está tudo gravado por uma emissora de tv, mesmo assim, Bolsonaro não deveria confundir sua postura de deputado com a postura de militar e revidar do jeito que o fez.

Bolsonaro não estava no meio da rua mas sim no Plenário do Congresso onde tudo tem que ser respeitado.

Bolsonaro confundiu o Plenário do Congresso com o meio da rua.

Por pior que seja a qualidade atual dos congressistas o que vale é a liturgia do Congresso Instituição e não campo de guerra pessoal.

Congresso é pra guerras políticas e ideológicas e não pessoais.

Bolsonaro errou e seu futuro na política ao Congresso pertence.

Eu não apostaria no Bolsonaro agora.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta