O ex-soberano?

Por Deyvid Xavier

Foto: Estadão Conteúdo

Dizem que time grande não cai. Mas cai! Assim como Corinthians, Palmeiras, Grêmio, Internacional, Vasco, Botafogo, enfim, isto é, definitivamente, conversa de torcedor apaixonado. A situação crítica deste ano no Campeonato Brasileiro é do São Paulo que, sim, tem chances de ser rebaixado, mesmo tendo, tecnicamente, jogadores de maior qualidade técnica entre as equipes que disputam o Z-4.

Nesta semana alguns torcedores do Tricolor do Morumbi foram o CT da Barra Funda “incentivar e cobrar” os jogadores. Um ponto positivo é que não houve aquela palhaçada da última “invasão”, onde a baderna imperou e jogadores foram agredidos, uma bagunça geral. Mas, em plena tarde de quarta-feira, alguns torcedores foram “protestar” no CT. Um encontro que não acrescenta em nada. Uma coisa é a torcida ir ao treino, num sábado, e incentivar o time. Outra coisa é um no meio de semana cobrar “coragem”, como disse o próprio presidente da torcida organizada presente.

Coragem? Esta “reunião” pareceu mais uma ida sem sentido, onde quem foi se apegou a uma palavra. O São Paulo precisa de compactação tática, que apareça a qualidade técnica dos jogadores, de força psicológica, situações que estes torcedores não podem trabalhar para fortalecer isto no grupo. Vale ressaltar o que a torcida do tricolor vem fazendo nas arquibancadas nos jogos, lotando e apoiando. O torcedor entendeu o péssimo momento e abraçou a causa. Mas, ir ao treino e cobrar “coragem”, é muito pouco para qualquer time conquistar qualquer objetivo.

A chance de rebaixamento é real e isto explica estes últimos acontecimentos. O que parece é que a diretoria se perdeu no comando, não sabe mais o que fazer e abriu as portas para que alguns torcedores mexessem com o psicológico dos atletas. Naquela bagunça em que até houve agressões, alguns jogadores pediram para sair do time. Neste episódio, veremos o resultado contra um adversário direto na luta contra o rebaixamento (Vitória) e na promessa de recorde de público na rodada seguinte (contra o Corinthians). Mas, que time grande cai, cai!

Deixe uma resposta