O efeito escanteio na candidatura de Marina Silva

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Quando sai uma notícia contra Dilma os petistas bradam que a imprensa trabalha contra Dilma e os petistas.

O próprio Lula muitas vezes declarou que a imprensa só mostra coisas negativas do petismo.

Quando sai uma notícia contra Aécio ou Geraldo os tucanos dizem que a imprensa está dominada por petistas.

Agora com a morte de Eduardo Campos e a indicação natural de Marina, os petistas e os tucanos tem reações iguais.

Os petistas querem tudo pra enfrentar no segundo turno menos a Marina.

E os tucanos tem medo que Marina tire Aécio da disputa.

Faço uma comparação com o escanteio no futebol.

Quando vai ser batido o escanteio contra nosso time, achamos que o adversário vai fazer gol.

Nem esperamos o chute pra saber de verdade pra onde vai.

Quando o escanteio é a nosso favor achamos que não vai dar em nada por ser lance banal do futebol.

A indicação da Marina pra ser candidata no lugar de Eduardo Campos é igual o escanteio do futebol.

Mesmo que na pesquisa de sábado Marina apareça na frente de Aécio, não quer dizer que fez gol, contra Aécio ou contra Dilma.

Devemos esperar o desenvolvimento da campanha e ver até onde Marina aguenta a disputa.

Quando se fala em política deve sempre se lembrar do efeito escanteio.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta