O comunismo que toma poder e fortuna

Foto: Reprodução da Internet

Foto: Reprodução da Internet

Em todos os lugares onde foi desenvolvido, o comunismo não passou de uma arte de tomar o poder através dos miseráveis que eram massa de manobra dos guerrilheiros que desejavam o poder a todo custo.
Em todos os casos, este poder depois de tomado jamais foi dividido com os miseráveis.
Então se postavam duas classes, a da cúpula de comunistas que detinham pra si o luxo e a ostentação e de outro lado os funcionários dos comunistas, uma casta que substituiu a classe média e que trabalhava no objetivo de manter a máquina administrativa que dava suporte ao poder da cúpula e gerava renda pra si.
Isso é história apenas.

Depois de um tempo, curto ou longo, o comunismo apenas se desgasta e a renda que existia no começo deixa de existir.
Neste momento toda máquina administrativa entra em pânico.
Nem o subsídio que o Estado dá aos miseráveis pode ser pago por absoluta falta de competência de administração de quem desconhece a administração de bens.

Neste momento, o povo vê que foi iludido e passa a culpar os comunistas do poder pela falta de renda que lhes era dada.
Dilma e sua turma levam o Brasil pra este caminho e os comandantes militares olham a tudo e passivos estão.
Esqueçam a oposição pois esta não tem competência nem pra combater com palavras e nem com atos, pois estão preocupadas em manter os poucos espaços que ainda tem.

Um grupo de gente com perfil comunista que quer manter o poder da República vai deixar de ser enfrentado de verdade porque um grupo menor de oposição está preocupado em manter alguns Estados onde ainda tem poder.
O futuro do Brasil é um mero detalhe.
E contar com a defesa das Forças Armadas passa a ficar mais remoto por pura falta de ação contra o crescimento comunista.
Futuro do Brasil intriga.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br