O ato de Gilmar Rinaldi perante seus representados

(Celso Pupo/ Fotoarena /VEJA)
(Celso Pupo/ Fotoarena /VEJA)

Até hoje ficou sem explicação verdadeira o caso do empresário de jogadores Gilmar Rinaldi, que apareceu do nada pra ser gerente de futebol da CBF sabe-se lá pra que.

Em declarações do próprio Gilmar ele disse na época que na noite anterior em que acertou com a CBF, ele mandou um email pra seus jogadores representados dizendo que não mais os representava.

Esta atitude causou espanto em gente que entende de empresas e representações e sabe que nem é bem assim que funciona.

Deixar na mão os jogadores sem lhes dar uma alternativa é tão insólito que gera perguntas inúmeras sobre a personalidade da pessoa e seus atos.

Nem deu outra.

Na primeira oportunidade em que teve que se justificar de algo tão grave que foi excluir um jogador da seleção, Gilmar simplesmente declara que nada tem a falar.

Em entrevista a um site o ex-treinador Cilinho, que foi treinador de Gilmar Rinaldi, declarou que Gilmar não é confiável.

A entrevista, dada ao UOL, fala bastante sobre atitudes de Gilmar e também sobre perfil da pessoa.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta