O apresentador da Record que chorou no SBT

Foto: Divulgação/SBT
Foto: Divulgação/SBT

O Troféu Imprensa deste domingo dia 12 foi memorável no palco do SBT.

Silvio Santos no auge de seus 80 e tantos anos fez um esforço monumental físico pra apresentar o programa pela gripe que estava passando.

Recusou-se a mudar a data de gravação pois ele sabia que todos os que estavam ali tiveram grande trabalho pra acertar agenda e estar ali naquela noite pra receber o troféu.

Sua voz extremamente rouca, irreconhecível em alguns momentos, mas com uma dignidade e arte ímpar em postura e apresentação de show.

Imaginava-se que este esforço de Silvio fosse o grande diferencial do programa.

Teria sido até a entrada no palco de Rodrigo Faro.

Silvio pediu pra que Faro comandasse o show por um tempo na votação do melhor apresentador.

E Faro não resistiu estar ao lado de Silvio e começou a se emocionar.

Logo depois ao pedir que cada jurado votasse e o primeiro votou em seu nome, Faro não resistiu e começou a chorar.

Depois veio o segundo voto e o terceiro e ele ganhou o troféu.

As lagrimas correram ali no palco numa mistura de emoção por apresentar o programa ao lado de Silvio e por ter ganho ali o troféu recebendo pessoalmente o voto de cada um.

E a alegria tomou conta de Faro e ele voltou a sorrir e terminou sua participação até fazendo uma brincadeira com Silvio antes de ir embora.

Se ele merecia o troféu eu digo que merecia com todo louvor.

Mas o maior talento de Faro é seu talento interior de humanidade e afeto.

Vou contar aqui pra vocês uma coisa que aconteceu logo que Rodrigo Faro veio contratado pra TV Record.

Estava Faro uma tarde num ginásio de esportes escolhendo cantores que participariam de seu programa.

E o ginásio todo lotado.

Num momento aconteceu um fato.

Faro estava comandando a escolha de cantores quando percebeu que na arquibancada um jovem passava mal.

Faro largou o microfone, passou na frente dos seguranças, pulou a cerca da quadra de esportes da arquibancada e foi pessoalmente ajudar a salvar o jovem que passava mal.

Nada mais significativo pra demonstrar o caráter e a generosidade de Faro e sua postura.

Pra mim mais do que pela sua grande apresentação em palco, Faro merece o troféu pela pessoa que tem dentro dele e o que transmite pra gente toda.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta