Ninguém deve ser contra os médicos cubanos no Brasil

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Está existindo um equívoco sobre conceitos dos médicos cubanos.

Ninguém deve ser contra tais médicos.

Devemos separar as ideologias do trabalho deles.

O grande trabalho realizado por eles deve ser respeitado, mesmo que não concordemos de maneira alguma com o conceito comunista de Fidel e seu grupo.

As regiões onde tais médicos trabalham estão desprovidas de tudo.

Mas apenas ter os médicos ali não resolve porque o Governo Dilma deveria dar condições de trabalho a estes médicos e não dá.

Muitos vão dizer que é melhor ter estes médicos do que nenhum e eu concordo com isto.

Mas não se pode deixar apenas o médico no local sem condições de trabalho porque mais tarde vão ser acusados de não fazer o que deveriam e a culpa nem é deles.

O Governo Dilma tem sim que dar orçamento pra que as regiões tão longe de tudo possam ter um cuidado real na saúde e não uma fantasia.

Vou dar aqui um exemplo que aconteceu faz tempo e não deu certo.

O regime militar tinha um problema em regiões do Rio que eram as favelas.

Então fez de conta que não viu a existência do jogo do bicho no Rio porque os banqueiros do bicho garantiam a vida nos morros do Rio e cuidavam dos favelados que eram sua maior força de trabalho.

E naquele tempo, com regime militar, existia toda possibilidade de urbanizar as favelas e dar condições de infraestrutura a elas e seu povo.

Os problemas tem que ser resolvidos e não varridos pra baixo do tapete.

Dilma deve trazer médicos do mundo todo que estejam dispostos a irem trabalhar em lugares que ninguém deseja.

Mas não pode se aceitar que prefeitos do interior de nosso Estado mandem embora médicos brasileiros porque recebem de graça médicos de Cuba.

O projeto nem é ruim pelo seu ideal.

Ruim é o que Dilma está fazendo com este projeto e a manipulação política e financeira dele.

Mande seu e-mail para James Akel : jamesakel@bastidoresdainformacao.com.br

Deixe uma resposta