“Não sou um cantor”, diz padre Reginaldo Manzotti no De Frente Com Gabi

(Crédito: Carol Soares/SBT)
(Crédito: Carol Soares/SBT)

No De Frente Com Gabi deste domingo, 17 de agosto, Marília Gabriela recebe o padre Reginaldo Manzotti. Famoso por evangelizar nas rádios, televisões e internet, ele também já teve milhares de CDs e DVDs vendidos mas afirma não ser um cantor, justificando a música como parte de seu trabalho. Padre Reginaldo conversa com Gabi sobre sua infância, suas opiniões políticas, revela quais os cuidados que tem com a saúde e a aparência e dá sua opinião acerca de temas polêmicos como a homossexualidade e a pedofilia.

Confira as melhores frases da entrevista:

· Com 11 anos eu tinha certeza do meu sacerdócio.

· Não faria do sacerdócio um cabide de emprego.

· Me sinto um pouco boneco de Olinda. Quando faço eventos procuro ser mais comedido nos gestos.

· A Igreja está cuidando de suas feridas. (…) Está se curando, pedindo perdão. (sobre polêmicas como a pedofilia)

· Não estamos aqui para fazer ninguém virar católico, mas sim para tornar as pessoas melhores.

· Faço exercícios, pilates e esteira. (sobre cuidados com a saúde e aparência)

· Se Deus está me usando para que as pessoas voltem para a Igreja, que assim seja.

· A Igreja nunca foi alienada, sempre esteve envolvida com a política.

· Você acha que eu não pensei em formar uma família?

· Só acredito que um homem é realmente ateu quando, no leito de morte, ele continua a negar a existência de Deus.

· Não sou um cantor. A música entra como parte da evangelização.

· Quem sou eu para dizer quem vai para o céu e quem não vai. Se nem a ciência tem uma explicação, temos que lidar com a pessoa como ela é. (sobre a homossexualidade)

· Sonho em cantar com o Roberto Carlos.

O De Frente Com Gabi vai ao ar aos domingos, 0h, logo após o Programa Silvio Santos.

Deixe uma resposta